You're Getting Old
YoureGettingOld30.png
'

Estréia

8 de Junho de 2011

Dirigido Por:

Trey Parker e Matt Stone

Temporada:

15

"You're Getting Old" é o sétimo episódio da 15ª Temporada, e o episódio 216 no total de South Park e mid-season finale da 15ª Temporada. Foi ao ar no dia 8 de junho de 2011 no Comedy Central.

  100px-SPW pic -- Spoiler.png Spoilers!!
Este artigo contém informações  que revela detalhes da trama sobre um episódio.


Sinopse[editar | editar código-fonte]

Após Stan comemorar seu 10º aniversário, ele começa a ver tudo de forma diferente. Os outros meninos acham que ele se tornou um grande estraga prazeres e começam a evitar sair com ele.

História[editar | editar código-fonte]

15x07 Stan Birthday.jpg

Na festa de 10 anos de Stan, um de seus presentes é o mais recente CD da banda "Tween Wave". Sharon proíbe Stan de ouvir e imediatamente tira o CD dele. Mais tarde, Randy e Sharon discutem sobre o CD e que Randy acha que Sharon está agindo como uma velha por não gostar da música da nova geração. Randy decide sentar e ouvir o CD que ele escuta som de peidos e batidas de bateria. Ele afirma gostar do CD, mas os outros pais dos meninos os proíbem de ouvir "tween wave" e colocam para tocar o álbum Synchronicity do The Police como um exemplo do que eles consideram uma boa música. Mas os meninos só escutam um som de merda,exatamente como a música da "Tween Wave" soa para os adultos. Naquela noite, Stan escuta secretamente a música da "Tween Wave", mas descobre, para sua confusão, que agora soa "como merda".

15x07 Cynical Asshole.jpg

Com medo de que algo esteja errado com ele, Stan vai até o Dr. Caroll , que inicialmente diz a ele que seus gostos musicais estão mudando naturalmente conforme ele cresce. Durante esses testes, no entanto, Stan começa a ver tudo o que vê e ouve como merda, levando o médico a diagnosticá-lo como um "puta de um cínico" e teme que essa doença não tenha cura. Randy entra na onda "Tween Wave" e depois de descobrir que qualquer um pode tocar a merda da Tween Wave, ele começa a tocar na pista de boliche local sob o nome "Steamy Ray Vaughn", repetidamente peidando no ato. Durante um "dueto" com uma mulher que se autodenominava "Steamy Nicks", Sharon pega Randy no boliche e o arrasta para casa, resultando em uma grande discussão. Stan agora acha sorvetes, video games e filmes uma merda, Stan só consegue ver o que há de ruim nas coisas. Kyle, Kenny e Cartman param de sair com Stan, porque pensam que ele é "um grande estraga prazer"; logo, Kyle tenta dizer a Stan que não estão aguentando mais seu comportamento. No meio disso, Stan vê Kyle como um grande pedaço de merda, vomitando nada além de merda, e vai embora calmamente, encerrando assim sua longa amizade.

15x07 Broke Up.jpg

Sharon e Randy começam a brigar. Sharon acusa Randy de meramente fingir interesse pela música moderna para manter seus sonhos de infância de ser um músico e negar que está envelhecendo. Ela o critica pelos vários esquemas e modismos que ele frequentemente adotou ao longo dos anos, como entrar em brigas em jogos de beisebol , jogar World of Warcraft e querer se tornar um chef famoso, mas Randy revela que está infeliz, há muito tempo. Os dois concordam que, embora sejam ambos infelizes, eles não sentem mais nada um pelo outro. Dois velhos fazendeiros, que antes assistiam a apresentação de Randy no boliche, ouvem a discussão e invadem a casa dos Marshs para roubar as cuecas de Randy, acreditando que estão salvando elas por ele só peidar em sua apresentação.

15x07 Everthing is Crap.jpg

Enquanto a música "Landslide" do Fleetwood Mac toca, Sharon e Randy se separam e vendem sua casa, com Stan, Sharon e sua irmã mais velha Shelly se mudando para uma nova casa. A polícia prende os fazendeiros e recupera as cuecas de Randy. Uma nova amizade parece se desenvolver entre Kyle e Cartman, que compartilham um sorriso enquanto jogam videogame juntos (uma atividade de ligação que Stan e Kyle compartilharam uma vez). Stan, agora completamente alienado de seus amigos, não mostra sinais de que seu cinismo está acabando e continua vendo o mundo como merda.

Produção[editar | editar código-fonte]

"Você Está Ficando Velho" foi a mid-season finale da 15ª Temporada, que continha os primeiros sete episódios da temporada. O primeiro elemento do enredo do episódio a ser trabalhado foi o aniversário de Stan e sua sensação de envelhecer, como uma referência ao próprio envelhecimento de Parker e Stone (na época da transmissão do episódio, Stone tinha acabado de fazer 40 anos e Parker tinha 41) . Eles decidiram fazer um episódio de duas partes, com a segunda metade indo ao ar depois da pausa, marcada para começar em outubro de 2011. Parker e Stone não planearam a segunda parte até que eles voltassem no outono.

Outra ideia a partir da qual o episódio foi criado foi o gênero ficcional "tween wave": inicialmente, o episódio teria a música apreciada por todos os cidadãos da cidade de South Park, não apenas um público mais jovem. No domingo, tomadas animadas completas estavam sendo editadas juntas e definidas para a música " Landslide " de Fleetwood Mac. O uso da música no episódio era incerto até terça-feira à noite, quando eles finalmente receberam autorização para usá-la. Parker notou mais tarde que eles tinham músicas de backup para usar se necessário, mas nenhuma se encaixava tão bem quanto "Landslide". Eles ficaram muito satisfeitos com o final, sentindo que proporcionou uma conclusão muito emocional para o show. Além disso, os episódios contêm o que Parker descreve no comentário do DVD como "nossa coisa favorita de qualquer coisa em South Park ": o Presidente Pato, que se comunica soltando merda da boca. “Todas as vezes que estávamos na sala quando o Presidente Pato estava ligado, cagando, grasnando e cagando, pensávamos que era a melhor coisa de todos os tempos”, comentou.

O diálogo entre Sharon e Randy que provocaria atenção significativa não foi roteirizado até a manhã de terça-feira, menos de 48 horas antes da transmissão, e foi uma das últimas partes concluídas do programa. Parker comparou a cena a uma reflexão tardia, pois sentiu que não era necessariamente central para a história do episódio.

Temas[editar | editar código-fonte]

O tema principal do episódio foi descrito como "universal e atemporal, mas também específico e pessoal: crescer e lidar com a mudança". O episódio deixa claro que a batalha pré-adolescente de Stan com o cinismo não é necessariamente representativa de todos os "pré-adolescentes"; um revisor descreveu o problema do personagem como mais comum à depressão. O episódio também zomba de como "a cultura cínica gera público cínico", tipificado nos "trailers desdenhosos" de filmes previsíveis durante a cena ambientada no cinema, que muitas vezes termina com o insulto "Foda-se!" Sean O'Neal, na crítica do episódio no The AV Club , ligou o tema do episódio à cultura moderna: "A Internet transformou quase todo mundo em cínico." o revisor James Poniewozik discordou de sua avaliação, mas observou que "há definitivamente um argumento de que a dissecação instantânea de toda a experiência online incentiva uma espécie de desprezo protetor". O episódio também foi interpretado como uma sátira das respostas online imediatas dos fãs, que criticaram South Park como obsoleto, mas continuam a assistir mesmo assim.

South Park geralmente termina com uma piada sarcástica e "reinicia" no próximo episódio, de forma que é conectado a comédias tradicionais de televisão, já que não serializa ou emprega arcos de história com frequência. Um exemplo deste formato é a melhor característica dos primeiros anos da série, em que o personagem Kenny foi morto em cada episódio. Em contraste, o final abrupto e austero de "Você Está Ficando Velho" foi inspirado nos dramas da televisão moderna, nos quais os eventos podem ir mal e o episódio termina independentemente. O personagem de Sharon faz referência a isso em um dos momentos finais do episódio, criticando, em um nível meta, a forma do show e a confiança em "finais felizes". Stone comparou essa estrutura a uma "visão imatura do mundo": ele comenta no comentário do DVD do episódio que as coisas não costumam terminar com uma nota "feliz" na vida real. Da mesma forma, o diálogo entre Sharon e Randy perto do final do episódio funciona como um meta-comentário sobre a forma geral do programa, que é consequentemente interrompido.

Um elemento central do enredo do episódio diz respeito ao gênero de música ficcional "tween wave", que consiste em flatulência audível e defecação em um sentido literal. No episódio, as crianças adoram a "tween wave", enquanto os adultos geralmente são repelidos por ela; essa piada serve como um comentário sobre as lacunas de geração. Nesse sentido, Parker o relacionou com o enredo do conto de Hans Christian Andersen "A Roupa Nova do Rei". Os revisores interpretaram o uso de merda literal no episódio como apenas um exemplo simples do uso do humor escatológico pelo programa, mas também um comentário sobre a rejeição de coisas vulgarmente descritas como "merda" ou "bosta". Alan Sepinwall do HitFix interpretou o diálogo final como uma crítica aos carentes de paixão, e também uma observação sobre a filosofia recorrente do programa, que ele descreveu exatamente como o oposto: "como as outras pessoas se importam demais com as coisas, e que muitos de nossos grandes problemas e escândalos iriam embora se todos pudessem apenas relaxar e se sentir menos passionais. "

Referências Culturais[editar | editar código-fonte]

O episódio faz referência aos filmes de 2011, Os Pinguins do Papai e Cada Um Tem a Gêmea Que Merece, este último uma comédia de Adam Sandler notável por sua péssima recepção da crítica. Sua inclusão no episódio foi na verdade baseada no trailer do filme já que o filme ainda não tinha saído quando o episódio foi feito. Os críticos sugeriram vários gêneros musicais diferentes como o gênero "tween wave" parodiado no episódio, incluindo dubstep , crabcore e chillwave. Além disso, antes da transmissão do episódio, Todd Martens do Los Angeles Times previu que "tween wave" seria uma paródia do grupo de hip hopOdd Future , que também recebia muita atenção da mídia na época. Em sua tentativa desesperada de se encaixar na música popular, o pai de Stan, Randy, forma seu próprio ato de tween wave: "Steamy Ray Vaughan", um trocadilho com o guitarrista de blues Stevie Ray Vaughan , que colabora com a cantora "Steamy Nicks, "um trocadilho com Stevie Nicks , vocalista do Fleetwood Mac. O episódio também faz referência ao videogame LA Noire de 2011, e uma máquina de fliperama para o jogo Custer's Revenge aparece ao fundo durante a apresentação musical de Randy na pista de boliche.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Em sua transmissão americana original em 8 de junho de 2011, "Você Está Ficando Velho" foi assistido por 2,295 milhões de telespectadores, de acordo com o Nielsen Media Research.

Coincidindo com a produção e apresentação do musical da Broadway, The Book of Mormon, produzido pelos criadores de South Park, houve especulações sobre dúvidas na equipe de roteristas sobre o futuro de South Park. Após a transmissão do episódio, ele recebeu atenção significativa da mídia devido ao seu final e temas. Grande parte da conversa centrou-se na cena final do diálogo entre os Marsh, com a Entertainment Weekly observando que poderia ser "uma maneira não tão velada de Stone e Parker nos dizendo que eles tiveram uma discussão semelhante sobre seu próprio show". Os críticos apontaram para um perfil de março de 2011 no The Hollywood Reporter , no qual falaram sobre como temiam retornar à produção de South Park : "Não sei como vamos fazer isso. É um pesadelo. Saber que Parker e Stone estão passando por uma crise existencial ou mesmo apenas inquietação fez com que esta noite parecesse incomumente tematicamente pesada", comentou Sean O'Neal do The AV Club.

Parker e Stone estavam em Nova York para participar do 65º Tony Awards , quando foram convocados para entrevistas e tiveram que responder a perguntas em coletivas de imprensa sobre o episódio. Em 15 de junho de 2011, Parker e Stone apareceram no The Daily Show com Jon Stewart , onde negaram estar descontentes com o programa e afirmaram que ainda gostam de produzir a série. Parker comentou que, embora o episódio tenha lidado com alguns problemas que eles tiveram com a série, eles gostaram particularmente de criar "Você Está Ficando Velho" e que, apesar de não saberem sobre o que seriam os próximos episódios, eles descobririam ao retomar a produção em agosto de 2011. “Olhando para trás, parece que estamos dizendo que não queremos mais fazer isso, mas não é realmente o que estávamos dizendo”, disse Parker no comentário do DVD do episódio.

A reação de "Você está ficando velho" foi positiva. Os críticos apontaram para o objetivo de auto-referência do episódio em envelhecer e redefinir os sentidos de humor, bem como o cinismo . Embora Ramsey Isler, do IGN, tenha achado o episódio em grande parte sem humor e monótono, ele interpretou isso como intencional por parte dos criadores do programa, que ele acreditava estarem cansados ​​de criar a série. Isler chamou os momentos finais do episódio de "o material mais sombrio que a série já produziu ... fornecendo a trilha sonora emocional para uma montagem de imagens que arrancam o coração de qualquer fã de South Park", dando ao episódio uma nota 8,5/10 . A crítica do HitFix do episódio se concentrou em seus temas filosóficos pessoais, com o revisor Alan Sepinwall afirmando "Mas o que foi interessante sobre a crise existencial de Stan, e como ele lutou para gostar de qualquer coisa, é que a filosofia do programa frequentemente é sobre como as outras pessoas se importam muito sobre as coisas ... No entanto, aqui, a falta de paixão de Stan - e dos pais dele - se mostrou claramente uma coisa ruim para eles. "

Sean O'Neal, do The AV Club, comentou sobre a "finalidade" do episódio, observando que embora os criadores ainda estivessem sob contrato até 2013, "já há dezenas de pessoas questionando nos fóruns do IMDB e no Twitter se era, de fato, um final surpresa. " O'Neal viu o uso da música " Landslide " do Fleetwood Mac (a única música do episódio que não apresenta os sons de merda) nos momentos finais do episódio para ter servido como "ambos uma paródia de uma temporada de drama sério finale e um final de temporada real, sério e dramático. " James Poniewozik do Time comentou que o episódio o comoveu às lágrimas, comentando que é "um daqueles episódios que conseguiram combinar as muitas coisas diferentes que os episódios menores de South Park fazem individualmente: paródia da cultura pop, piada escatológica e histórias sobre a infância." Ele descreveu o diálogo entre os Marshs como algo "incrivelmente genuíno", resumindo o episódio como "simultaneamente um dos episódios mais juvenis que South Park já fez, e possivelmente o mais maduro".

Em dezembro de 2011, a revista Time classificou o episódio em 7º lugar em sua lista dos 10 melhores episódios de TV de 2011, com James Poniewozik comentando: "Sem uma conclusão fácil sobre a depressão de Stan e terminando com uma montagem totalmente não irônica definida como "Landslide", South Park mostrou que também pode crescer, felizmente, não muito. "

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Stan e Kyle rompem a amizade neste episódio, mas ao contrário de outras vezes, eles não se resolvem no final. No entanto, eles fizeram as pazes no próximo episódio, Hambúrguer de Bunda.
  • Kenny está sem capuz na festa de Stan e seu rosto não está tampado com nada. Ele pode ser visto durante a tomada de todos os meninos na festa de Stan logo depois que terminaram de cantar "Parabéns". Ele está sentado no lado esquerdo da mesa, o terceiro da frente. Esta é a única vez, desde A Beira da Derrota, que o rosto de Kenny apareceu inteiramente inalterado e não obscurecido.
  • Este episódio causou um grande alvoroço entre os fãs. Houve milhares de tweets sobre se este seria o último episódio de South Park, pois muitos sentiram que o final parecia que o show estava sendo escrito para acabar.
  • Randy e Sharon revelam que não são felizes juntos e se divorciam. Esta é a segunda vez que isso acontece, a primeira sendo no episódio "Casa na árvore".
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.